Como fazer uma compra assertiva

Quem nunca passou pelo momento de dúvida na hora de fechar um carrinho de compras: levo ou não levo?


É normal se questionar se aquela peça merece mesmo ou não fazer parte do seu armário, ainda mais quando estamos falando de uma compra online, em que você não tem a peça em mãos para avaliar melhor. Por isso, confira as perguntas para se fazer antes de finalizar uma compra e montar um guarda-roupa funcional e duradouro.

1ª - Gosto desse caimento? O tecido me agrada?

Primeiro de tudo, vamos evitar problemas e ler a descrição da peça no site. Ali normalmente você já encontra mais detalhes sobre a modelagem, caimento, tabela de medidas, composição do tecido... Analise as fotos e como essa peça fica na modelo. Curtiu? É esse caimento que você quer? Gosta desse tecido? Se sim, vá para a próxima pergunta.


2ª - Essa peça faz parte do meu estilo?

Saber identificar o próprio estilo não é fácil, e requer muito autoconhecimento. Mas independente de se encaixar num rótulo de estilo, reflita sobre a imagem que você quer passar, e se aquela peça cabe nessa imagem. Pense em quais ocasiões você vai conseguir usar aquela roupa e se você vai se sentir confortável usando-a.

3ª - Essa peça combina com alguma outra que eu já tenho?

O segredo de um armário versátil não é quantidade, e sim o poder de coordenação entre as peças. Tente pensar em pelo menos três combinações diferentes que você conseguiria fazer com a peça nova e as que você já tem. Pense em como variar os looks, adicionando uma terceira peça, acessórios, sapato, variando as ocasiões... Conseguiu elaborar 3 looks diferentes? Ótimo!


4ª - Será que eu já tenho algo muito parecido com essa peça?

Tudo bem, você conseguiu pensar em 3 looks diferentes, mas você já tem uma peça no armário que tem exatamente a mesma função dessa nova e transmite exatamente a mesma mensagem. Talvez seja melhor você investir em uma peça que vá te trazer algum diferencial. Ou, se você quiser muito essa nova, será que não é a hora de doar a antiga? Isso evita que você tenha aquele armário lotado, mas que você sente que está sempre igual, sem ter o que vestir.

5ª - Ok, a peça não combina com o que já tenho e nem tenho nada parecido porque estou mudando de estilo. Ainda assim é válido?

Mudanças de estilo são super normais ao longo da vida, seja porque amadureceu, trocou de emprego, começou uma família, ou porque simplesmente quis renovar a sua imagem pessoal. E não tem nenhum problema nisso! Mudanças são lindas. Se esse é o seu caso, avalie se essa peça se encaixa nesse novo estilo que você quer ter. Comece a renovação introduzindo novas peças-chave, coordenando com o que você ainda tem, e aos poucos vá renovando o guarda-roupa. Não tem porquê se desfazer de tudo de uma vez e comprar tudo de novo, ok?


6ª - Tudo bem comprar porque quero algo muito diferente?

Pode ser que você tenha se encantado com aquela roupa justamente porque ela é super diferente ou te agrega algo que não faz parte do seu dia a dia. E tudo bem querer sair da sua zona de conforto, mas avalie se essa não é uma vontade passageira e impulsiva, que vai te fazer comprar uma roupa que depois não vai fazer sentido algum na sua rotina e vai acabar empoeirada no seu guarda-roupa.

Depois de responder a todas essas perguntas, já vai dar pra ter uma ideia melhor sobre a sua compra. Dessa forma, você traz muito mais consciência para o seu consumo e acerta muito mais! Também te traz mais segurança no momento de finalizar o pedido e mais satisfação a médio e longo prazo com o aproveitamento das peças.


Faz o teste e depois vem nos contar: sua compra te deixou mais feliz, não só no momento dela, mas também depois? 😉


Um beijo e até a próxima!


1 comentário

Posts recentes

Ver tudo